Fecha os Olhos e Escreve #69

large2

Amar pode doer, Amar pode doer ás vezes, Mas é a única coisa Que nos faz sentir vivos – Ed Sheeran

Ela acreditou em suas palavras, palavras que ele dizia como quem não sente o que menciona em doces sons. Ela acreditou, ela creu que era realidade, o que fantasia somente seria. Fantasia da sua mente, que amor sonhava com. Ela acreditou, deixou-se levar pelas doces falinhas que vinham com aquele sorriso, e não conseguia esquecer. Ela acreditou em tudo o que lhe foi dito, e não deixou que ninguém desse-lhe a volta necessária.

Mas devia ela ter acreditado?

Ela caiu nos pedidos dele, como vítima certa. Ela caiu nos seus braços e deixou-se ficar neles, como se neles tivesses os céus do paraíso. Ela caiu de cabeça primeiro, mas não pensando – com o coração amparando a queda. Ela caiu, e não deixou que ninguém lhe alterasse os pensamentos sem coerência.

Mas podia ela ter evitado a queda?

Ela magoou-se no que descobriu. Ela magoou-se ao saber que tudo o seu valor custava uma aposta feita por outrem. Ela magoou-se sendo notificado que fora alvo de uma partido. Ela magoou-se, como nunca se magoara antes.

Mas iria alguém ajuda-la a curar-se?

Ela ergueu-se como a fénix das chamas. Ela ergueu-se como se o plano fosse torna-la mais forte. Ela ergueu-se sozinha, e sozinha fez o caminho.

Mas ninguém estava lá para congratula-la.

signature2

Poema dedicado ao Dia Mundial do Sorriso!

frases-bonitas-sobre-sorriso-6-600x400

Mostra esse lábios curvando, mostra os dentes

Mostra o que realmente és, mostra-te sorridente.

Um sorriso falso, não irá ser suficiente

Diz então como te sentes, e eu farei-te contente.

Com um abraço ou dois, aquecerei o coração

Talvez então digas, como o sorriso não tem um não.

Pois todos nós temos um sorriso, mesmo que invisível

Quer seja a dor ou a perda, deixar-te-ei invencível.

Não estás sozinho, não comigo no caminho

Já todos passamos por momentos sem carinho!

Não deixes o mundo a sofrer em silêncio

Muda já a face, ninguém é desperdício!

Mostra-me esses lábios curvando, mostra-me esses dentes

Mostra-me ao mundo que és sorridente.

 

Feliz Dia Mundial do Sorriso! E tu, sorriste hoje?

signature2

Abre o Dicionário #69

in·sí·di·a
(latim insidia, -ae, emboscada)

substantivo feminino

1. Espera às escondidas que se faz a alguém para o atacar. = ARMADILHA, CILADA, EMBOSCADA

2. Atitude ou acto traiçoeiro. = ARDIL, CILADA, ENGODO

3. Falta de lealdade. = DESLEALDADE, MÁ-FÉ, TRAIÇÃOLEALDADE

“in·sí·di·a”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

Fecha os Olhos e Escreve #68

large1

Amor autêntico não desvaloriza outro ser humano – Brooke Axtell

O veneno que adocica os meus lábios, azeda meus órgãos.
Respirei-te, e nada bem fizeste-me. Destruíste-me. Com teu amor de espada afiada, torturaste-me até mais não poderes. Conheço esta dor, não é dor de morte, não. Conheço esta dor. Conheço-a, porque foi o que fez-me crescer. É a dor da traição.
Sinto-me a desfalecer. Olho ao céu e rogo por tempo suficiente para dizer-te adeus e uma palavra de ódio.
Lembro-me quando nos conhecemos. Trocamos palavras de carinho, desde o primeiro instante. Sempre foste adorado por todos, muito mais por mim. Davas-me a mão, sorrindo como se eu fosse tua prenda, quando na verdade era mais teu troféu por um prémio enganado. Deixei-me levar, verdade seja dita. Deixei-me levar por tuas doçuras!
Não tenho muito mais tempo. Por isso digo-te adeus, no momento que ponho os meus olhos nos teus.
Sei que irás sentir saudades minhas. Mas saudade é algo que indica um bom sentimento – o teu será de culpa. Sei que irás torturar-te diariamente, sabendo que o meu sangue foi levado para as tuas mãos, que o lenço da vida foi tirado-me, e jogado ao chão para sempre.
Adeus, sempre foste o meu amor. Adeus. E no meio deste adeus murmurado, não fui capaz. Não fui. Triste eu, triste que sou, triste que sempre serei.
Nem no momento que tua raiva levou-me, fui capaz de dizer o sentimento que nunca senti por ti.

Ódio.

signature2

Diário de Escrita #55

large

Tive uma ótima curta sessão de escrita. Quarenta minutos, apenas, mas intensos quarenta minutos. Escrevi o rascunho em papel e caneta, como sempre faço – um capítulo de cada vez – e depois passei metade do capítulo para o computador. Sinto-me completa. Sinto-me inteira. Sinto-me repleta de alegria, alegria que só a escrita e arte literária pode oferecer-me.

Atingi as 20 mil palavras. Quero dizer, a sério? A sério que as atingi? Como óbvio, tive o bloqueio antes deste objetivo, o que fez-me sentir que nunca mais ia ter uma ótima sessão de escrita (olhem que enganou-se). E agora ultrapassei as vinte mil palavras, por mil. Estou nas vinte e uma mil palavras!

Sinto que consigo terminar esta história. Não é nenhuma obra prima, mas acho que consigo termina-la.

signature2

“Tentei” {Poemas}

large

Tentei
Por mais que tudo termine abrutamente
Sei que tentei
E sempre tentarei
Pois o meu coração habituou-se aos falhanços
E nada mais teme.

Tentei
E por mais que caia em queda lenta
Sei que aterrarei
Em terra firme
Pois nada mais que tentar é o que sei fazer
E nada mais temo.

Tentei
Mas por mais que tu digas “desiste”
Sei que conseguirei
Atingir o que sonhei
Pois tudo o que quero nesta Terra é ser
E nunca mais temerei.

signature2