Wattpad – Capítulo Três!

“Aquelas feições faziam-na lembrar-se de alguém. O olhar rebelde e escuro que ele usava, a expressão séria com um pequeno sorriso rasgado, o cabelo castanho-escuro volumoso… Tudo isso era característico de uma única pessoa.

– Jake?

Uma pessoa que estava morta.”

O terceiro capítulo está publicado. Cliquem aqui para lê-lo.

– Elizabete Reis ❤ precisando de mais um sábado

Wattpad – Capítulo Dois!

“- Haven? – pedia Emma, do outro lado da linha, desespero na sua voz – Por favor diz-me que não vais saltar da janela! Por favor!

A rapariga sorriu matreiramente, apertando os laços das sapatilhas pretas enquanto segurava com o ombro direito o telemóvel, em princípios de cair. Logo que puxou as mangas da camisa de flanela vermelha e preta até aos cotovelos, dando-lhe um ar jovem e rebelde, respondeu à amiga e às suas súplicas, com uma ponta de brincadeira de atiçar a preocupação de Emma.

– Desculpa, não te ouvi, estou sentada na beira da janela.”

Para lerem o capítulo, cliquem aqui. Espero que gostem!

– Elizabete Reis

Wattpad – Primeiro Capítulo INTEIRO!

Como publicar em e-book seria trabalho a mais e como este é o meu primeiro livro e o primeiro livro é a primeira experiência em livros e não fan-fiction simples como eu fiz até aos dezassete anos, ou seja, pode ser melhorado e como tinha referido, fiz uma nova conta de Wattpad, onde irei agora publicar ou de semana a semana ou de duas em duas semanas os capítulo de “Anjo Atrás das Barras”. É simples: eu aviso no blog o link para a história, para quem quiser ler, ou podem criar uma conta no Wattpad e seguir a minha história, para não perderem pitada.

Talvez desista disto como antes, mas agora com a história em processo de tradução (estou em hiatus por causa de aulas e trabalhos, não tenho muito tempo) provavelmente irei ir editando os capítulos um pouco à medida que vou avançando com a tradução.

Espero que gostem. O primeiro capítulo está publicado.

Cliquem aqui para ler o capítulo.

– Elizabete Reis, não percebendo porque escrevi um post tão confuso