Bullet Journal – O diário da organização PARTE DOIS (Outras Informações)

post2

Outras informações sobre Bullet Journal
Antes de prosseguirmos para a decoração e outras adições, decidi deixar-vos mais informações sobre este método. Espero que isto tire quaisquer dúvidas que poderiam ter surgido. Alguns vídeos/sites estão na língua inglesa, porém também encontrei uns em português, que poderão ajudar quem não se sentir confortável com o inglês.

Vídeos

 

Sites

 

Site Oficial de Bullet Journal  (em inglês)

Organização Pessoal com o Sistema Bullet Journal (blog post)

Hacks para Bullet Journal (em inglês)

Agora, esta parte do blog post será apenas dirigida a quem gosta de ter as coisas com decorações, desenhos, ou quem quer adicionar algo mais ao seu Bullet Journal. Existem coisas nesta parte seguinte, que chamaram a minha atenção, como um Registo de Escrita Criativa, ou até mesmo uma maneira de incorporar Listas de Livros por Ler, de uma forma bastante criativa e bonita aos olhos. Se estão curiosos, continuem a ler.

Como Decorar?

Podem decorar de várias maneiras, mas digo-vos que minimalismos são o mais fácil, especialmente a quem começa. Sei que na primeira semana, a começar este método, tudo o que era confuso apenas baralhava-me. Com o tempo fui adicionando mais coisas, e no próximo mês irie adicionar mais, ao meu passo, ao meu ritmo.

Para o caso de estarem com curiosidade, deixo aqui algumas ideias. Como é o caso de Washi Tape. Um exemplo, que posso dar é utilizarem Washi Tape para marcar limites, ou dar um pouco mais de cor
tumblr_nkhp33ymps1u1a0jso1_1280

Igualmente, podem só usar a caneta para criar diferentes tipos de cabeçalhos ou títulos.
tumblr_o04ja2tabc1uw9vewo1_500
Ou até mesmo diferentes desenhos caracteristicos.
img_8355-1024x614
Como podem reparar, a criatividade não tem limites, no desenvolviment de um Bullet Journal.

O que Adicionar?

Podem dar uso ao vosso Bullet Journal, com vários motivos, desenhos ou ideias a adicionar para dar-lhe um ar mais pessoal. Estas são algumas ideias, mas podem usar vossa imaginação e criar algo único ao vosso quotidiano.

Listas!
As mais usuais listas de tarefas, não só o único tipo de listas que podem ter no vosso Bullet Journal. Escolham uma página para Livros Lidos/Livros Por Ler, podem até decora-los cada um com seu desenho de lombada de livro, em estantes. Aqui ficam outras dicas:

– Lista de Livros/Book List

6afd7fa599537643fc56c1406f79a830
– Lista de Filmes/Movie List

cbaaa141cadb58ed958b2f32ac5dcf45.jpg
– Lista de Desejos/Wish List
– Lista de Aniversários/Birthday List

6db51bec8afdcc5539d09d13f2dd4dca
– Listas de Ideias

Sáude!
Eu sou daquelas pessoas que realmente se lançou de cabeça no Fitness, por isso o meu Bullet Journal é uma maneira de organizar os dias em que pretendo ir ao ginásio, e novas adições ao meu treino que gostaria de fazer. Outras ideias que ofereço-vos, é de planear as vossas refeições, organizar receitas preferidas, criar um diário meteorológico no início da semana, que irá guiar-vos, entre outras:

– Registo de Exercício Físico/Exercise Tracker
– Registo de Perda de Peso/Weight Loss Tracker

4bcf6c0eed01499c372f3aaceaa6b788
– Lista de Compras/Grocery List
– Planeamento de Refeições/Meal Planning
– Diário Alimentar/Food Log

e5b220982f4b9084e8d06a52aad6d91b
– Receitas Preferidas/Favorite Recipes
– Diário Meteorologico/Weathr Tracker
– Registo de Água /Water Tracker

f8f78d61f306bfe4ed6321e810185097

Vida Pessoal!
A nossa vida pessoal está cheia de opções por onde pegar e elaborar, de forma a tornar um Bullet Journal mais pessoal. E se no início de um ano novo ou mês prestes a começar, adicionar-mos os nossos objetivos para esse próximo tempo que vem? Se são pessoas que têm como sonho viajar, podem também decorar o vosso Journal com vários destinos turísticos do vosso agrado:

– Lista de Tarefas Domésticas/Chore List
– Locais a Visitar/Places To Travel

424cbb5a264e4e127dccabdab8af163f
– Objetivos Do Ano/Yearly Goals

4a9efd104b88d814f532fbd174a7f501
– Registo de Hábitos/Habit Tracker

img_8715-1
– Diário de Memórias/Memories Log

SONY DSC

Creatividade!
E como não podia deixar de ser, deixo-vos aqui duas ideias para um Bullet Journal guiado mais em torno da vossa criatividade, que é algo que busco muito para organizar-me. Um Registo de Escrita, como o que eu escolhi para o meu próprio Bullet Journal, baseia-se em preencher os objetivos de palavras escritas na minha história. Como podem observar, parte do meu diário está em Inglês, especialmente títulos. O restante, escrevo em Português, como as tarefas. É só porque o Inglês, para mim, é a minha língua preferida e acho-o bastante bela, mas para escrita, não há nada como a minha lingua materna!

– Registo de Escrita/Writing Tracker

20160915_1308311
– Diário de Criatividade/Creativity Log

Outros!
– Registo de Estudo
– Registo de Poupanças
– Melhores Websites
– Diário de Gratidão
– Objetivos Académicos
– Diário de Sono
– Palavra do Dia
– Música do Dia
– Listas de Músicas
– Registo do Humor

E se são minimalistas, esqueçam tudo isto e fiquem pelo o que vos é comfortável!
Bom journaling e vêmo-nos num próximo post.

signature2

Bullet Journal – O diário da organização PARTE UM (O que é/Como começar)

post1

O que é?
Todos sabemos o que são agendas, isso é certo e sabido. Também é certo e sabido que agendas existem em vários formatos, agendas de estudante e agendas anuais; agendas com vários modelos, agendas com semana de duas páginas e dia por página. Podia passar horas descrevendo cada modelo de agenda, mas não irei por falta de tempo. Depois temos os diários ou “journals” (jornais) que são o contrário. Ao passo que temos as agendas para marcarmos os nossos acontecimentos importantes do futuro (palavra-chave, futuro), os diários/journals guiam-nos para o presente. Mas tudo isto para explicar o que é um Bullet Journal. Sem divagar mais, chego-vos ao cerne da questão: um Bullet Journal reúne o bom de cada um destes dois métodos diferentes – o facto de pudermos organizar o nosso futuro e presente, e além disso torna-lo num diário de várias coisas. Podemos manter um registo dos nossos pensamentos, arte, trabalhos, estudos, hábitos e muito mais. Mas mais nisso, mais à frente. Por agora, que tal falarmos um pouco mais para quem é bom um Bullet Journal?

Se és alguém que sempre dá de caras com listas de tarefas…
Que adora material de escritório (sei que sou)…
Que adora agendas ou diários…
Que perde o hábito de manter um diário…
Que gostam de manter hábitos ou atingir objectivos…

Então Bullet Journal, é para ti!

O que precisas?
Este método é dos mais fáceis que até agora encontrei. Um caderno que qualquer género serve. Não precisam de um caderno Moleskin, porém se assim quiserem-no podem usa-lo, nada vos impede – só com isto quero dizer que qualquer caderno serve.
Depois, o essencial exige uma caneta ou esferografica. Eu gosto de usar as da Staedtler Triplus Fineliner, pois além de serem rápidas de secar no papel, têm várias cores por onde escolher e são fáceis de manusear. Podem ser simples e usar apenas uma cor, duas cores ou várias cores. Isso depende do vosso gosto e do vosso objetivo.
Se são do tipo de pessoas que usa qualquer desculpa para comprar material de escritório da “moda”, ou gostam de decorar tudo o que aparece nas vossas mãos, este é algum material opcional que podem usar. Mostrarei mais adiante, maneiras de dar uso a estes materiais:
– Washi Tape
– Post-its
– Autocolantes

Notas
O Bullet Journal é um método bastante personalizável, costumizável e único para cada pessoa.
Podem manter a vossa agenda, juntamente com um Bullet Journal. Isto é algo que continuei a fazer. Enquanto na agenda mantenho tudo o que terei a fazer no futuro, o meu presente está lá descrito e organizado, de modo a não perder nada de nada. E posso sempre conciliar ambos.
Existem algumas coisas necessárias para manter um Bullet Journal bem organizado, e não se perdem a meio caminho.

Organização de um Bullet Journal?
Em primeiro lugar, a base de um Bullet Journal, são as tarefas (bullets) que o consistem e iram manter o vosso dia ou semana em ordem. Um conjunto de símbolos irá facilitar o trabalho, e tê-lo como primeira página, facilitará ainda mais. A isto chama-se uma “Key” ou Chave. Aqui deixo-vos dois exemplos de uma Chave/Key,  que podem adaptar às vossas necessidades. Isto é apenas o básico-normal, mas se precisarem de mais símbolos, podem inventar ao vosso gosto para ser-vos mais fácil de lembrar, ou reduzir o número se virem que só precisam mesmo do básico. Aliás, com uma simples pesquisa no google ou weheartit, podem encontrar outros tipos de Key.

keybulletjournal

gosto mais do #2, mas o #1 também é muito visual

Depois da Key, vem o Index. O Index serve como Índice para manter-vos a par de tudo o que está acontecendo no vosso Bullet Journal. Este contém todos os conteúdos, o que explicarei mais adiante. Esta é uma vantagem que chamou-me a atenção neste método – a versatilidade.

Em terceiro lugar, temos o mais desejado – a organização, género agenda. Eu, pessoalmente, recomendo que tenham uma Página Mensal, onde escrevem os dias do mês em ordem vertical, e onde apontam as datas mais importantes ao mês presente. Na página seguinte, e isto é apenas uma sugestão, escrevo os meus objetivos para esse mês. Podem também, em vez, deixar a página para as memórias importantes desse mês. Mas sobre sugestões, falo noutro post.
Depois vem o que eu mais busquei neste método – a organização diária. Eu mantenho uma organização de dois a três dias por página, pois não tenho muitas tarefas. Mas podem adaptar ao vosso estilo de vida. Volto a dizer, num segundo post, irei referir as diferentes maneiras de criar e dar vida ao vosso Bullet Journal!

É tudo por agora, espero que tenham gostado desta introdução longa. Se estão curiosos, para a semana irei falar de outras versatilidades do Bullet Journal. Tenham um bom dia, e mantenham-se a par de tudo o que acontece no blog, usando também as redes sociais – Facebook, Twitter e Tumblr! 

signature2

Ideias são baratas – Brandon Sanderson

large2

“Quero escrever e criar”

Bom dia, hoje quero-vos falar de ideias. Ideias para escrita. Um amigo meu mostrou-me um vídeo de Brandon Sanderson, sobre “Ideas are cheap”, que se traduz em “ideias são baratas”. Deixo aqui o vídeo, para quem quiser e compreender inglês, sendo que não tem legendas – e falo mais sobre o vídeo a seguir.

Um dos pontos que ele primeiro fala é como as ideias são baratas. Por isso mesmo ele explica que se estamos trabalhando num livro à muito tempo, digamos 10 anos, e não saímos desse ciclo… é sempre melhor pô-lo de lado e trabalhar em algo paralelo, algo diferente, para então regressão ao livro inicial e como melhores escritores. Concordo com isto, visto que eu, pessoalmente, faço-o sem me aperceber e ajuda. Quando nos viciamos, por assim dizer, numa ideia, ficamos presos a uma ideia apenas. E a criatividade bloqueia, e não conseguimos abranger mais tópicos. Um escritor, já ouvi dizer em muitos lugares, deve escrever sobre diferentes assuntos, não só o que é confortável.  Mas se acharem que a vossa ideia inicial era boa, regressem sempre a ela! Uma dica minha, e que funcionou em termos não “de sucesso” mas de “motivação na escrita” é se a ideia mantém-se na vossa cabeça noite e dia, após dia após dia, então deve ser algo que devem trabalhar.

O segundo ponto que fez-me abanar a cabeça em tom afirmativo foi esta frase, que será o meu lema a partir de agora:

“Um bom escritor pega numa má ideia e faz um bom livro. Um mau escritor pega numa boa ideia e faz um mau livro”

Não quer dizer que se o que escrevemos sai mau, somos maus a escrever e deveriamos desistir. Não! Mas o que quer dizer é que, não estamos ainda no patamar certo e devemos trabalhar em melhorar, continuamente. Não há nada como um escritor perfeito, acho eu que estamos sempre a subir patamares, a tentar atingir algo que é melhor que o nosso escritor de agora. E se querem melhorar, então quer dizer que como eu, gostam mesmo de escrever e interessam-se em ser cada vez melhor. E isso significa mais que a “qualidade” do vosso trabalho, porque a “qualidade” vem com prática. E ponho qualidade em aspas, porque é assim que acho… não é que seja má qualidade, é só um texto pouco trabalho. Por vezes tem uma boa ideia, só não foi trabalhada ao máximo. Segunda vez, segunda tentativa, será muito melhor e a sua “qualidade” será de topo. Acreditem.

Só queria partilhar-vos isto, espero que gostem. E tenham um bom sábado.

signature2

 

Dicas: yWriter

Decidi partilhar com vocês um dos meus softwares predilectos para escrita, e manter tudo organizado. Se já seguem o meu blog sabem que eu sou fã do Scrivener mais que o Microsoft Word, porém uso mais um outro processador de texto que é uma grande ajuda por muitos motivos.

  • Pode-se estruturar uma história
  • Adicionar notas, características de personagens, cenários e outros de forma rápida, além do normal de cenas
  • De fácil acesso e visualização
  • Organização fácil
  • Gravação automática ao fechar o programa
  • Gratuito

O link para o download gratuito fica aqui, para quem quiser: http://www.spacejock.com/yWriter5.html

Acho que poderia ser uma ajuda, se tiverem dificuldade – como eu sempre tive – em organizar todos os pedaços soltos de informação.

  • Elizabete Reis