Fecha os Olhos e Escreve #61

large1

Ele gostava dela. Ela gostava de outro. Ele nem sonhava com tal conhecimento, e ela jurava que ele nunca saberia. Mas alguém com poder na matéria, pô-lo a par das notícias que ouvira dizer, e tudo desabou. Como um fio de água que embate numa rocha e respinga tudo em seu redor, o novo descobrimento espalhou-se por ouvidos a quem nada tinha a ver o assunto privado do casal partido. O que era aparentemente uma pintura impressionista com significado claro, tornou-se numa mistura de cores e linhas, como obra de um pintor irritado. E tudo ficou deixado no chão, ao sabor da brisa que o passado levava e abandonava. E como tudo começou, com dois desconhecidos que tornaram-se amores – tudo acabou. Com dois desconhecidos. Novamente e para sempre.

signature2

Anúncios

Deixa uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s