Fecha os Olhos e Escreve #42

large

Mostra-me como deveria ser. Mostra-me como deveria agir. Mostra-me como deveria pensar, respirar e mover. Mostra-me, porque eu já nem sei como te agradar nos dias que virão. Mostra-me como devo pôr o meu cabelo, conjugar as minhas roupas e atar os meus atacadores. Mostra-me como comer o meu almoço, escolher as minhas músicas preferidas e filmes que queira assistir no cinema. Mostra-me como julgar as pessoas, porque parece que a isso tu és profissional. Mostra-me como associar riqueza a aparência, estupidez a falta de estudos e sucesso a quantos amigos alguém tem, porque eu não consigo. Mostra-me como deitar alguém abaixo, como esquecer que os seus sentimentos importam. Mostra-me como não ter empatia, pois esta emoção reina no meu coração. Mostra-me como ser quem eu não sou, já que o que sou não é suficiente. Mostra-me como ser tu, mostra-me como ser tua cópia, mostra-me como ser suficiente. Porque esta casa não é minha, este corpo não é meu, esta vida não é minha. Quero ser um com os meus amigos, não apenas uma cópia deles – quero ser um e ser única. Quero ser suave como o ar, honesta como a voz do vento, ligeira como relva e graciosa como uma borboleta. Quero ser sincera, como a natureza sempre foi. Quero ser… Quero ser… Quero ser tu o que tu não és. Mostra-me como nunca ser tu. 

signature

Anúncios

Deixa uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s