Fecha os Olhos e Escreve #31

large2

Mudei de casa, mudei de localização, mas não de vida. Meus problemas seguiram-me na bagagem, sem nunca abandonar. Os meus medos estão na mobília, a minha preocupação alojou-se nas minhas roupas e os meus receios perseguiram-me até ao meu quarto. Mudei de quatro paredes, mas não de revestimento emocional. Posso fugir para os árcticos, mas estarei sempre sendo localizada pelas minhas emoções negativas. Posso esconder-me atrás de árvores no centro da floresta Amazónia ou no topo do Evereste, mas do que fujo esconde-se comigo e vejo-me sem saída, novamente. Não tenho escapatória possível, não tenho método de fuga capaz, não tenho resolução deste problema à vista. O horizonte permite-me novos lugares a visitar, mas nenhum deles sem que seja descoberta mesmo que á paisana, dentro de roupas que nunca usaria, penteado novo e cara nova – pois continuo a ser eu por dentro. Por isso aceito-os e dou um passo em frente, sabendo que no fundo do meu ser aceito ser imperfeita, pois imperfeita faz de mim humana perfeita. E só com isso, não preciso de continuar a minha escapatória impossível – tenho a minha vida nova, só com um simples passo.

signature

Anúncios

Deixa uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s