Fecha os Olhos e Escreve #27

large

Tem a neve caída, som? Um som único, assumo, como o bater de asas de colibri ou um canto de um rouxinol repetido somente no nosso coração. Tem a neve que está na rua, sentimento? Talvez saudade, por não ver o solo à tanto e senti-lo chegar e puder sentir o seu calor antes de derreter em líquido gélido. Tem a neve que descansa, inteligência? Só para perceber porque é tão querida, espírito para compreender o nosso amor por ela e talvez centro emocional para sentir-se igualmente emocionada ao ver-nos pegar nela. Tem a neve caída, saudade? Do céu frio de onde surgiu, antes de nos congratular por mais um ano! Oh se neve tem som! Tem o som de gargalhadas de crianças, de trenós deslizando por montanhas, de risos em guerras amigáveis. Oh se a neve tem sentimento! Tem a alegria de uma família finalmente reunida à lareira, a tristeza de a época que a aceita desvanecer chegando Janeiro. Oh se a neve tem inteligência e saudade! Tem tudo, pois a neve é pura. Branca, cristalina. A neve caída tem som. Tem o som de amor.

  • Elizabete Reis
Anúncios

Deixa uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s