TAG #1

Olá meus leitores, hoje partilho a minha (talvez?) primeira TAG neste blog e estou bastante entusiasmada porque depois de um dia ligeiramente desencorajador, receber umas perguntinhas para responder anima-me. Ainda mais que não toco na minha história há uns bons tempos e já tenho receio de tentar abrir o documento e perder-me no meu bloqueio. É das piores sensações!

Tenho que agradecer à Raquel C. Vicente, quem marcou-me na sua TAG e lembrou-se de mim no meio desta blogoesfera. Se não sabem o seu blog, deviam segui-la ou pelo menos dar-lhe uma pequena visita a https://raquelcvicenteoficial.wordpress.com ! Tem óptimos textos e é uma escritora que merece uma leitura. Passemos então à TAG, que é esse o propósito disto tudo.

Regras:

  • Inserir o logótipo da Tag
  • Agradecer e marcar o Blogue que nos indicou
  • Responder a dez perguntas
  • Indicar dez bloggers e avisá-los
  • Criar dez novas perguntas para os indicados

Então quais foram as perguntas que foram colocadas? Aqui vêm:

  • Livro Favorito?

Divergente, Veronica Roth. Estava numa fase complicada quando li esse livro e vi lá uma boa lição sobre descobrir a sua coragem no meio do medo. Pode ser um livro simples young-adult, mas apeguei-me a ele por esse motivo.

  • Série Favorita?

E.R – Emergency Room. Desde que vi que estava dando na Sic Mulher, todos os dias salto para o sofá e vejo os episódios todos, e estou completamente triste por ter perdido hoje. Adoro séries de medicina (Anatomia de Grey não conta) e lembra-me quando tinha talvez uns onze anos e via uma série da qual não me lembro do nome e era do mesmo tema. John Carter e Abby são o meu casal de sonho, torço por eles todos os episódios!

  • Série Mais Odiada?

Neste momento a única que me lembro é Anatomia de Grey, peço desculpa pelos fãs se existem alguns que leiam este blog. Mas tendo passado o meu ensino secundário num curso de ciências e tecnologias, haviam pelo menos umas cinco raparigas que queriam ser médicas só para puderem dormir com outros médicos em lugares privados no hospital entre tratar de pacientes. Se não era por isso, era pelo dinheiro. Quando tive a minha fase de querer ser médica quis ser psicóloga durante a maior parte do tempo, ou pediatra. Porque queria ajudar quem precisava de um ombro amigo ou um sorriso. Pediatra porque o primeiro livro que li por minha iniciativa foi uma enciclopédia de medicina infantil. Credo… levava esse livro para todo o lado, sabia todas as doenças e tratamentos de cor! Claro que psicologia não é bem medicina, mas para mim parecia… porque eu nunca quis muito dinheiro, só o suficiente para ter um tecto e comida na mesa. Mas não funcionou e fiquei-me pela escrita. Por isso a história em que ando a trabalhar envolve psicologia, porque é uma maneira de dar uso a conhecimento que adquiri ao longo dos anos em livros, internet, revistas e documentários.

  • Estilo Musical?

Gosto de vários estilos. Mas tenho uns pequenos senãos. Vejamos as coisas deste ponto de vista, mais depressa vêm-me ouvindo punk-rock como Pierce the Veil e Black Veil Brides, ou rock como Halestorm e Shinedown, do que bandas de pop mainstream. Mas também oiço um pouco de pop, um cantor ou dois de indie, acústica, power metal e symphonic rock. Peço desculpa, mas se metem a tocar música nacional eu simplesmente ponho os meus auscultadores e ignoro-vos. A única vez que gostei de uma discoteca foi quando puseram Coldplay e quando notei que haviam transformado-a numa música electrónica, cruzei os braços e olhei para o relógio querendo arranjar uma boa desculpa para sair cinco minutos depois de entrar.

  • Género Literário?

Romance com temas que desafiam as morais, ou sejam que fala mais de um tema fora do amor das duas personagens, é o meu preferido. Mas não consigo fugir de fantasia, distópia (escrevi correcto?) e mistério.

  • Dez Animais Favoritos?
  1. Gatos. 
  2. Gatos? Está bem, não posso repetir. Periquito/Canários
  3. Borboletas
  4. Golfinhos (tive uma fase quando era pequena)
  5. Coelhos
  6. Formigas. Sou estranha, sempre gostei delas
  7. Cavalos (outra fase)
  8. Esquilos. São tão fofos
  9. Peixinhos de aquários
  10. Pronto, cão. Não sou fã de cães mas não os odeio, mas achei que devia pô-los. É mais medo.

Esta foi uma pergunta díficil. Tirando gatos e pássaros, não sou grande fã de animais.

  • Dois Filmes Marcantes?

Anastasia. Quando eu tinha 8 anos e a minha avó morreu, no dia a seguir ao dia que era suposto ela fazer anos eu estava chorando bastante porque ela foi como uma mãe para mim ou mais que isso e para mim foi inesperado. Esse filme apareceu na televisão e quando a Anastasia e a avó cantaram a primeira música sobre “um dia em Dezembro”, parei de chorar. Era Dezembro. O primeiro ano da morte dela seria em poucas semanas e era o primeiro natal sem ela. Desde então, todos os Natais vejo esse filme. Sei as falas e canções de coração, consigo dizê-las perfeitamente.

Bela e o Monstro. Sim, mais um desenho animado. Mas para alguém que era criticada por adorar livros e achada estranha, esse filme tocou-me bem no fundo. Aliás, eu li o livro bem antes sequer de ter o filme e tive o filme nas minhas mãos quando já tinha doze anos ou mais. Mas foi espantoso vê-lo. Marcante, sim, bastante marcante. E por outros motivos.

  • Poeta Favorito?

“No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu tinha a grande saúde de não perceber coisa nenhuma”

Fernando Pessoa, o grande Fernando Pessoa! Nem sei vos explicar como enquanto a minha professora dizia que era díficil para alunos do 12º percebê-lo, eu percebia todas as suas palavras como minhas e apaixonei-me pela sua poesia.

  • Se tivesses de descrever a tua vida em duas frases, como a descreverias?

Sou um remoinho de pensamentos, um puzzle por descobrir. Um sonho sem brilho, mas um sonho com muitos pontos para descrever.

  • Quais foram os acontecimentos que mais marcaram a tua vida?

A morte da minha avó. Chocou-me bastante. Escondi-me, chorei em segredo e ninguém percebia porque eu simplesmente bloqueei da vida durante umas semanas, e não reagia. Era uma criança, sim, mas nunca esqueço-me desse dia. De saber, ir para a escola, sentar-me nas escadas do recreio e não dizer uma palavra ou fazer algo, chegar à casa do meu avô e não vê-la lá à minha espera na cozinha.

Outro momento é um contraste. No ano seguinte, com nove anos e no quarto ano, ganhei um concurso de desenho na minha escola com um postal de Natal que percorreu as caixas de correio de todos da zona. Era considerada uma péssima artista por muitos e o desenho até estava incompleto porque não tive tempo para acabá-lo. Mas acabei ganhar o 1º lugar pela minha criatividade já que 90% das crianças desenharam o pai natal ou o presépio, e eu desenhei amigos divertindo-se na neve e a decorar uma casa e árvore. Para mim o Natal era estar com amigos e família, nada mais. E quando vi-me no interior de uma quinta de cinco estrelas a receber o prémio, senti-me no topo do mundo. Foi um dia lindo. Porque mostrou-me que mesmo que digam que somos o pior, por vezes isso não quer dizer nada. Podemos ser os melhores para alguém, e é isso que importa!

As minhas perguntas são:

  1. Qual é a pessoa mais importante para ti?
  2. Diz uma citação que signifique muito para ti?
  3. Quando eras criança, qual era o teu sonho? É o mesmo que agora? Se não, que mudou?
  4. Escritor preferido?
  5. Qual preferes: livros, séries ou filmes?
  6. Um mau hábito que tenhas?
  7. A música é importante para ti?
  8. Acreditas no destino?
  9. Noite ou dia?
  10. Se pudesses mudar o teu nome, qual escolherias?

Sou horrível a fazer perguntas. Se a minha vida dependesse de fazer entrevistas, seria despedida. Devia fazer desenhos para postais de Natal. Mas fingir ainda ter nove anos, porque as minhas capacidades artísticas não melhoraram muito. Já tiveram melhores, com prática as coisas funcionam.

Não foi marcar blogs, mas deixo livre para quem quiser prosseguir com a TAG!

  • Elizabete Reis
Anúncios

Deixa uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s