Pausa na escrita?

Infelizmente tenho de afirmar: parei abruptamente na escrita. Sem querer. Andei tão focada no meu novo blog que pus de parte a escrita. Só para terem noção, se não tivesse escrito na minha agenda, em letras garrafais, “palavra da semana”… eu não me recordava da “Abre o Dicionário”. Ando mesmo sem ideias, isto assim não pode ser. Não… sem ideias não – mas é como se quando tenho aqueles cinco minutos, as ideias desvanecem e fico sem maneira de como começar as frases. Não, não é um bloqueio. Infelizmente a minha saúde não anda no melhor, dores de cabeça, ligeiras tonturas… o calor afecta-me das piores maneiras – mas isso não é desculpa, Elizabete, não é! É preguiça! Sim, preguiça. Preguiça daquele que pensa “ó, mas dá trabalho”. Trabalho qual o quê, quem trabalha por gosto não trabalha no sentido de “torce-o-nariz-e-engole” – não, fá-lo porque gosta.

Acho que passei por isto porque, quando acabei o meu primeiro livro, revisão e tudo, contei a uma pessoa e essa pessoa apoiou-me mais que possam imaginar. E o facto dessa pessoa já não estar viva afectou-me. Não do “ó nem a conhecia muito bem, mas foi como perder uma irmã” (eu nem irmãos tenho), mas do “ela acreditava em mim e deu-me força, e já não tenho a ela como contar como o processo corre…”.

Não é desculpa, mesmo assim, não é. Sabem porquê? Porque posso relembrar-me das palavras dela todos os dias, porque memórias não morrem, pudemos esquecê-las, ignora-las, bloquea-las… mas elas não morrem. E se essa pessoa acreditou em mim, porque não posso eu? Porque não posso eu acreditar quando 90% de quem me conhecem em pessoa, olha-me nos olhos e vê o que eu sinto quando escrevo e dizem, com a maior das sinceridades “continua”? Porque não posso eu acreditar que vale a pena, quando a alguns anos atrás, uma professora pegou no meu texto, leu e disse “a vossa colega escreve bem!” – culpa da minha melhor amiga, roubou-me o rascunho das minhas mãos no meio da aula… a professora perguntava-se “será alguma conversinha?” e quis inspeccionar. Porque não posso eu acreditar que os meus sonhos valem a pena, quando até a pessoa mais importante para mim, durante os meus primeiros 8 anos de vida, escreveu-me numa carta, que guardei com o maior carinho anos depois dela morrer, “nunca desistas dos teus sonhos!”? Pronto, essa pessoa acreditava que eu iria ser médica, mas que importa isso tudo? Que importa que tenha uma família que acreditou sempre mais nas minhas capacidades ciêntificas que no facto de que, quando tudo foi contra mim, como acontece com toda a gente em algum ponto da sua vida… o que me salvou foi aquela amiga que desafiou-me a escrever um livro? Que importa que eles nunca, nunca deram atenção? Que importa isso tudo? Nada. Porque eu era uma criança quando quis ser como a Sophia de Mello Breyner. Porque eu era uma adolescente querendo ser a Jodi Picoult. Porque eu sou uma jovem adulta que desde poucos meses atrás pode dizer “acabei de escrever um livro”.

Que importa tudo isto? Podemos ter 9 pessoas a acreditar em nós, mas haverá sempre aquele 1 que vai discordar. Que importa o porquê? Em tudo na vida, alguém é do contra. Nem todos vão concordar connosco, por isso temos de aceitar e seguir em frente.

Acreditem nos vossos sonhos. Como eu acredito nos meus. Isto não tem razão de ser, só tive de escrever. E vendo que já rimei e que sinto-me melhor… acho que é altura de pegar nos cadernos de rascunhos, nos lápis de grafite e no processador de texto e… planear. Porque finalmente sinto-me leve. Ás vezes temos de libertar vapor para pôr as engranagens a funcionar. Não? Sou só eu? Que maravilha -sarcasmo.

– Elizabete Reis ❤

P.S: Desculpem o desabafo, estou emocionada…

Anúncios

One thought on “Pausa na escrita?

  1. Pingback: Inspiração #3 | Letras e Frases

Deixa uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s